Astrónomos podem ter encontrado uma estrutura extraterrestre

0
276
Possível Mega-estrutura Extraterrestre
Possível Mega-estrutura Extraterrestre

Uma estrela localizada a 1.480 anos-luz da Terra é alvo da curiosidade dos astrónomos, há vários anos, por causa de uma massa estranha em torno da sua órbita. E é possível que se trate de “um enxame de mega-estruturas” Extraterrestres.

Situada entre as constelações Cygnus (Cisne) e Lyra (Lira), esta estrela tem suscitado a atenção científica desde que foi descoberta pelo telescópio espacial Kepler em 2009.

O facto de emitir um padrão de luz nunca visto antes em milhões de estrelas justifica a curiosidade e indicia a existência de uma massa peculiar e estranha em torno da sua órbita.

Os cientistas descrevem essa massa como uma amálgama de objectos e surge agora a teoria de que pode ser algum tipo de estrutura de grandes dimensões construída por uma civilização alienígena.

Esta é a tese que começa a ganhar forma na cabeça do astrónomo Jason Wright, da Universidade Penn State, nos EUA, que confessa, citado pelo The Atlantic, que quando viu os dados encontrados ficou “fascinado” por parecerem tão loucos.

Este investigador, que está a estudar o caso, diz que a massa parece “um enxame de mega-estruturas” Extraterrestres e avança com a possibilidade de serem eventualmente “colectores de luz estelar, uma Tecnologia projectada para captar a energia da estrela”, conforme salienta a publicação referida.

Telescópio Espacial Kepler
Telescópio Espacial Kepler

“Os Extraterrestres devem ser sempre a última das hipóteses a considerar, mas isto parece algo que se esperaria que uma civilização alienígena construísse”, nota.

“Nunca vimos nada parecido com esta estrela”, refere por sua vez Tabetha Boyajian, da Universidade de Yale, citada pelo mesmo site.

Tabetha Boyajian supervisiona o programa Planet Hunters, criado pelos astrónomos do telescópio Kepler, com o intuito de levar os “cientistas cidadãos” de todo o mundo a participarem no estudo dos padrões de luz emitidos pelas estrelas.

Foi através deste programa que foi possível detectar o padrão de luz único desta estrela misteriosa.

Com base nas análises diversificadas do Planet Hunters, a investigadora organizou um relatório com várias hipóteses “naturais” de estudo, não apresentando entre elas a possibilidade de indícios Extraterrestres.

Mas Tabetha Boyajian não descarta esse cenário e está agora a trabalhar com outros investigadores do centro de pesquisa de vida extraterrestre SETI no sentido de averiguar se há sinais alienígenas.

Fonte: Zap.aeiou.pt

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here