BIOGRAFIA: Maria Orsitsch

2
9658
Maria Orsic
Maria Orsic

Maria Orsitsch (31 de Outubro de 1895 – 1945 [Desaparecimento]), também conhecida como Maria Oršić, foi uma famosa médium, que mais tarde tornou-se a líder da Sociedade Vril.

Biografia

Nasceu em Viena. O seu pai era croata e a sua mãe uma alemã de Viena.

Apesar de existirem várias fotos e Documentos que comprovam a existência de Maria Orsic , só a partir de 1960 é que os historiadores e escritores começaram a notar a sua ligação ao misticismo Nazi. Maria foi mencionada e tratada pela primeira vez em 1967 por Bergier e Pauwels no seu livro “Aufbruch ins dritte Jahrtausend: von der Zukunft der phantastischen Vernunft“.

Sociedade Vril

Maria cedo seguiu o movimento nacional alemão que ficou activo após a Primeira Guerra Mundial. O principal objectivo do movimento era unir a Áustria com a Alemanha. No ano de 1919 Maria mudou-se para Munique.

Aí esteve em contacto com a Thule Gesellschaft e cedo criou seu próprio círculo, juntamente com Traute. Maria era a líder da «Sociedade Alemã para a Metafísica» fundada no inicio do Século XX como um círculo feminino de médiuns que alegadamente se envolveram em contactos com extraterrestres. Supostamente esses extraterrestres visitaram a Terra estabeleceram-se na Suméria. A palavra  foi formada a partir da antiga palavra suméria “Vri-Il” (“como Deus“). Outra membro era conhecido apenas como Sigrun, um nome etimologicamente relacionado com Sigrune, uma Valquíria e uma das nove filhas de Wotan das lendas nórdicas.

Todas elas eram jovens senhoras. Tanto Maria e Traute eram belas mulheres com cabelos muito longos, Maria era loira e Traute tinha cabelos castanhos. Elas usavam longos rabos-de-cavalo, um penteado pouco comum para a época. Isto tornou-se uma característica comum em todas as mulheres que integraram a Vril e que se manteve até Maio de 1945. Elas acreditavam que os cabelos longos serviam de antenas cósmicas para receber comunicação extraterrestre do além. Em público, no entanto, elas quase nunca exibiam os cabelos no estilo rabo-de-cavalo. Para identificação, os membros Vril (também chamado de “Vrilerinnen“) usavam um disco que representava as duas médiuns: Marija Oršić e Sigrun.

Contactos com o além

Maria Orsic
Maria Orsic

Em 1919 a Sociedade juntou-se a outro grupo num Lodge numa floresta nos arredores de Berchtesgaden com o objectivo de se discutir uma possível viagem a Aldebaran para se juntarem aos extraterrestres que os ajudariam na construção dos OVNIs Nazis. Notas sobre esta missão espacial são discutidas numa recente análise detalhada do Ocultismo Nazi, intitulada «Black Sun: Cultos Arianos, Nazismo Esotérico e políticas de identidade»:

«Maria afirmou ter recebido mediunicamente transmissões numa língua desconhecida para ela – que continha os dados técnicos para a construção de uma máquina voadora. Documentos Vril mencionam que estas mensagens telepáticas tiveram origem em Aldebaran, um sistema solar situado a 68 anos-luz de distância, na constelação de Touro».

Em finais de Novembro de 1924, ela visitou Rudolf Hess no seu apartamento em Munique, juntamente com Rudolf von Sebottendorf, o fundador da Thule Gesellschaft. Sebottendorf queria entrar em contacto com Dietrich Eckart, que tinha falecido um ano antes. Ele também tinha sido um membro da Thule Gesellschaft. Para estabelecer contacto com Eckart, Sebottendorff e outros Thulists deram as mãos em torno de uma mesa. Maria entra em transe e com os olhos a rolar atira-se para trás e entra em contacto com Eckart. Ele anunciou que foi obrigado a deixar a voz de outra pessoa passar, com uma mensagem importante. Uma voz estranha, que então se identificou como Sumi, morador de um mundo distante, que orbita a estrela Aldebaran, na constelação de Touro. De acordo com a voz, os Sumi eram uma raça humanóide que teria colonizado a Terra há 500 milhões de anos atrás. Enquanto Maria ainda estava em transe, rabiscou várias linhas e marcas de estranha aparência. Essas marcas acabaram por revelar ser antigos caracteres sumérios, a língua dos fundadores da cultura mais antiga da Babilónia.

Desaparecimento

Em 1945, Maria Orsitsch e todo o Círculo Vril desapareceram misteriosamente, o que levou a alguns escritores, teóricos da conspiração e místicos nazis a acreditarem que tenham fugido para Aldebaran.

2 COMENTÁRIOS

  1. Na verdade, os cabelos compridos realmente servem para captarmos os fluidos bons! Prestem atenção em bandas cujos integrantes tem cabelos compridos. Suas músicas são bem melhores de quando eles tinhas cabelos curtos.

    Erlik.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here